O cavalo e seu menino

O cavalo e seu menino

Leitura: Provérbios 16:18-25

Em vindo a soberba, sobrevém a desonra, mas com os humildes está a sabedoria. Provérbios 11:2

No livro -  As Crônicas de Nárnia, C.S. Lewis (Martins Fontes, 2010) no texto o O cavalo e seu menino, Bree é um cavalo que fala. Ele considera o menino, Shasta, um "potro" que precisa de muito treinamento. Suas opiniões refletem um ar de superioridade. Ele acha que é um cavalo de guerra, valente e com grandes habilidades. Todavia, quando ouve o rugido de um grande leão, foge e deixa os outros membros do seu bando indefesos.

Mais tarde, Bree encontrra Aslan, o leão, que é o rei de Nárnia. O cavalo admite que é um fracassado, arrogante e medroso. Aslan elogia Bree por admitir seus erros.

A Biblía nos diz: "A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda" (Provérbios 16:18). A vida tem sua forma de expor as falhas de nossa própria vaidade. Porém, aprender a difícil lição de quando sobrevém o orgulho a desgraça vem em seguida, pode significar uma  mudança radical, em que redirecionamos intencionalmente nosso foco, para não mais nos exaltarmos. E, ao adotarmos um espírito humilde diante de Deus e dos homens, podemos nos tornar canais de sabedoria para outros. "Em vindo a soberba, sobrevém a desonra, mas com os humildes está a sabedoria" (Provérbios 11:2).

Promover nossa própria importância nos conduz ao tropeço. Mas concentrar-se em glorificar a Deus e atender as necessidades dos outros nos traz a perspectiva dos sábios.

O orgulho traz vergonha. A humildade traz sabedoria.