O farmacêutico

O farmacêutico

Leitura: 2 Samuel 12:1-14

Então, disse Natã a Davi: Tu és o homem...v.7

O farmacêutico tinha uma boa reputação. Era um homem de família e bom negociante. Todavia, para aumentar seus lucros, esse profissional de confiança começou a diluir as doses dos medicamentos de quimioterapia que vendia. Ele foi flagrado e condenado por esse crime. Muitos médicos se perguntaram: "Como isso pôde acontecer?"

Algumas dessas mesmas perguntas devem ter sido feitas a respeito do rei Davi. Conhecido como o homem segundo o coração de Deus, ele usou o seu poder para possuir a esposa de outro homem (2 Samuel 11). Em seguida conspirou para tirar a vida desse esposo. O homem que morreu foi um dos próprios oficiais militares de Davi, que estava longe de casa, lutando nas batalhas deste mesmo rei.

Poderíamos olhar para as falhas de pessoas famosas e, assim, nos sentirmos melhor a respeito de nós mesmos. Mas se nos sentirmos bem por causa dos erros de outros, não nos conhecemos a nós mesmos. Não é para enfraquecer o nosso senso de alarme moral que a Bíblia nos relata detalhes sobre os dois pecados de Davi, mas para nos colocar em posição de alerta.

Os fracassos dos outros devem contribuir para que fiquemos mais conscientes das nossas próprias fraquezas e da nossa necessidade pela graça de Cristo. Somente ao reconhecermos nossa fraqueza permaneceremos dependentes da força de nosso Deus.

A Biíblia é o espelho que mostra como Deus nos vê.