Dois reinos

Dois reinos

Leia: Mateus 22:15-22 , Jeremias 24–26, Tito 2

Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. v.21

Há algum tempo, li numa notícia de jornal que muitos jovens não veem a política como nos velhos tempos e consideram as eleições um ato sem utilidade, irracional. Pergunto-me na sequência, se nós, como seguidores de Jesus, também não pensamos assim a respeito de nossa responsabilidade como cidadãos!

As observações de Jesus no evangelho de Mateus 22 ajudaram seus seguidores a pensar claramente sobre as suas obrigações civis no mundo. Os judeus tinham a obrigação de pagar impostos para o governo romano. Eles odiavam aquela cobrança porque o dinheiro era levado diretamente ao cofre de César, e parte dele era dado para os templos pagãos e contribuía com o estilo de vida decadente da aristocracia romana. Talvez eles até questionassem se tinham realmente alguma responsabilidade em relação a César. Entretanto, Jesus lhes lembrou de que eles tinham dupla cidadania. Viviam num mundo com dois reinos — o reino de César (autoridade humana) e o reino de Deus (autoridade espiritual). Eles tinham responsabilidades com ambos — mas a sua maior responsabilidade era com Deus e o Seu reino (Atos 5:28,29).

Como seguidores de Cristo, recebemos a orientação de cooperar com os nossos governantes, mas somos definitivamente chamados para obedecer e nos comprometer com Deus.

 

O governo tem autoridade, mas a suprema autoridade pertence a Deus.