Quando não sabemos o que dizer

Quando não sabemos o que dizer

Leia: Jó 6:1-14 

Ao aflito deve o amigo mostrar compaixão… v.14

O pai e o filho ficaram sentados no carro da família, no estacionamento onde se realizava o funeral, por diversos minutos. Como adolescente, ele não sabia de que maneira deveria reagir quando o seu pai colocou a cabeça entre as mãos e lamentou: “Não sei o que dizer!”

Uma amiga de sua igreja tinha se envolvido num acidente de automóvel. Ela sobrevivera, mas suas três filhas morreram quando um caminhão bateu no carro delas. O que poderiam dizer a essa amiga num momento como aquele?

A Bíblia relata que, durante o tempo de sofrimento de Jó, os seus três amigos vieram ter com ele para lamentar as suas perdas e confortá-lo. Nos primeiros sete dias, sentaram-se e choraram com ele, porque Jó estava em tristeza profunda (Jó 2:11-13). “…nenhum lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande” (v.13). A presença deles já era um conforto.

Mas em seguida disseram a Jó que, com certeza, ele havia pecado, e que Deus o estava castigando (4:7-9).

Quando finalmente Jó foi capaz de reagir, disse aos seus amigos o que precisava deles. Ele pediu razões para continuar a ter esperança (6:11), pediu compaixão (v.14) e palavras que não presumissem qualquer culpa (v.29,30).

 

Lembrar a história de Jó e de seus amigos pode nos ajudar quando não sabemos o que dizer.

 

Quando alguém estiver sofrendo, ouça-o. Não faça sermões.

por Anne Cetas