Ousadia para mudar

Ousadia para mudar

O medo realmente nos impede de realizar muitas coisas. Ele nos aprisiona. Somente com a coragem e a ousadia podemos vencê-lo. Numa terra em guerra, na Idade Média, havia um rei que metia medo em todos os seus súditos e em seus rivais.
Sempre que fazia algum prisioneiro, não matava de imediato, mas levava-o a uma sala para aterrorizá-lo primeiro.
Nesta sala havia um grupo de arqueiros de um lado e uma grande porta de bronze do outro. Essa porta era toda marcada com imagens de caveiras, ossos, marcas de sangue... uma visão de causar medo em qualquer um.
Com um grupo de prisioneiros na sala, o rei então lançava a sentença:
- Vocês têm duas opções, podem escolher morrer pelas flechas dos arqueiros, ou passar aquela porta e serem trancados para sempre.
Em anos, não houve um homem sequer que escolheu a porta.
Ninguém quis arriscar, ninguém ousou optar pelo desconhecido.
Todos preferiam morrer pelas flechas, que era doloroso, mas menos aterrorizante que a idéia de ficar trancado atrás daquela porta imensa de metal, agonizando por tempo indeterminado.
Tempos depois do fim da guerra, os ânimos mais contidos e sem prisioneiros para serem julgados, um dos soldados resolveu perguntar ao rei o que havia atrás daquela porta assustadora.
- Vá e veja, respondeu o rei, para surpresa do soldado.
Lá se foi o curioso soldado. Entrou na sala, se aproximou da porta e tentou abri-la.
Apesar de imensa e de ser de metal, não era difícil ser aberta.
Lentamente foi se abrindo e uma luz começou a iluminar a sala. Eram os raios do sol. Como podia?
Finalmente descobre que a porta aterrorizante era uma saída do castelo. Estava de frente para um bosque. A amedrontadora porta era o caminho para a liberdade.
Admirado, o soldado foi ao encontro do rei, que lhe disse:
- Eu dava a eles a escolha, mas todos preferiram morrer a arriscar-se.

Para refletir

Quantas vezes deixamos de abri uma porta por medo, por não querer arriscar! Muitas vezes optamos por uma vida medíocre por medo de enfrentar desafios, de ir além do conhecimento, de abri uma porta quer nos assusta.
Para mudar, devemos ser ousados. Devemos arriscar. A prudência é uma virtude, mas não deve ser confundida com o medo, com a covardia. O mundo exige muito de nós, diariamente temos de fazer opções. Se não estamos preparados para isso, ou se temos medo do diferente, das aparências, morreremos a cada nova escolha.
Como vencemos/superamos nossos medos? Diante de um impasse, por qual caminho optamos? Temos coragem para arriscar? Temos ousadia para encarar o diferente, o amedrontador, em busca da superação, da mudança de vida? Quanto estamos dispostos a arriscar para conquistar uma vida nova?