Eu te louvo Pai

Eu te louvo Pai

Disse Jesus: “Eu te Louvo Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos.” Mt 11,25-30

O Evangelho toca a vida de todos nós. No momento em que Jesus pronunciou essas palavras, Ele acabara de ser rejeitado pelos fariseus e doutores da Lei, cheios de autossuficiência e orgulho. Rejeitaram Jesus porque se prendiam a uma religião apenas de formalismo e não aderiam ao Espírito de Deus que move tudo e todos no Amor e para o Amor.
Jesus propõe uma religião movida pelo amor incondicional a Deus e ao próximo. Mais ainda, Jesus nos revela que Deus é seu Pai e que em Jesus todos somos adotados por Deus como filhos. Assim, crer em Jesus, aceitando sua pessoa humana e divina e assumindo sua doutrina, somos acolhidos no coração do Pai do céu e por isso mesmo convidados a mergulhar na vida divina do Senhor.
Mas Jesus adverte: somente um coração simples, destituído de orgulho e autossuficiência, é capaz de entender esse mistério. Por isso mesmo, somente um coração simples pode se fazer irmão de todos e para todos, renunciando a todo tipo de discriminação, julgamento e condenação.
A liberdade dos filhos de Deus nos leva a assumir todos como iguais a nós e em Jesus nos dispomos a um sério trabalho de reconstrução da vida de cada pessoa que se machucou. Foi machucada ou machucou alguém.

Surpreenda hoje alguém com quem há muito tempo você não faz contato. Um telefonema às vezes derrubará barreiras.