Acaso, sou eu tutor de meu irmão?

Acaso, sou eu tutor de meu irmão?

Porque nenhum de nós vive para si mesmo…

(Romanos 14:7)

 

Já lhe ocorreu que você é espiritualmente responsável diante de Deus por outras pessoas? Por exemplo, se me permito qualquer afastamento de Deus em minha vida particular, todas as pessoas ao meu redor sofrem. O Pai “nos fez assentar nos lugares celestiais” (Efésios 2:6). “[Se] um membro sofre, todos sofrem com ele” (1 Coríntios 12:26). Se você abrir espaços para interesses carnais, carências mentais, insensibilidade moral, ou fraquezas espirituais, todas as pessoas que estão em contato com você sofrerão. Mas você indaga: Quem é suficientemente capaz para viver nesse padrão elevado? “[A] nossa suficiência vem de Deus” e de Deus somente (2 Coríntios 3:5).

 

No livro de Atos 1:8, Jesus declara: “e sereis minhas testemunhas.” Quantos de nós desejamos despender cada partícula dos nossos nervos e da nossa energia mental, moral e espiritual por Jesus Cristo? É isso o que o Senhor quer dizer quando Ele usa a expressão testemunho. Mas esse é um processo que leva tempo; tenha paciência com você mesmo. Por que Deus nos deixou na Terra? Simplesmente para sermos salvos e santificados? Não! É para trabalharmos a serviço dele. Estou disposto a me tornar “pão partido” e “vinho derramado” por Ele? Estou pronto a ser considerado sem valor para esta época ou nessa vida exceto para um propósito exclusivo — ser usado no discipulado de homens e mulheres para o Senhor Jesus Cristo? A minha vida de serviço a Deus é a minha maneira de agradecer-lhe por Sua inexprimível e maravilhosa salvação. Lembre-se: é perfeitamente possível para Deus colocar qualquer um de nós de lado, se nos recusarmos a ser úteis para Ele — “para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado”(1 Coríntios 9:27).

 

 Por Oswald Chambers