Um comando importante

Um comando importante

Leia: Êxodo 34–35;Mateus 22:23-46

Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. —Marcos 12:30

Quando um advogado pediu a Jesus que identificasse a regra mais importante na vida, Ele respondeu: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força” (Marcos 12:30). Nessas palavras, Jesus resumiu o que Deus mais deseja para nós.

 

Pergunto-me como posso aprender a amar a Deus de todo o meu coração, alma e mente. O teólogo Neal Plantinga observa uma mudança sutil neste mandamento da maneira como está registrado no Novo Testamento. O livro de Deuteronômio nos ordena a amar a Deus de todo o nosso coração, nossa alma e força (6:5). Jesus acrescentou a palavra entendimento. Plantinga explica: “Você deve amar a Deus com tudo o que você tem e com tudo que você é.”

 

Isso nos ajuda a mudar a nossa perspectiva. Ao aprendermos a amar a Deus com tudo, começamos a ver as nossas dificuldades como “nossos problemas leves e momentâneos” — assim como o apóstolo Paulo descreveu suas duras provações. Ele tinha em mente um “…eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2 Coríntios 4:17).

 

Na escola avançada de oração, onde ama-se a Deus com toda a alma, as dúvidas e lutas não desaparecem, mas os seus efeitos em nós diminuem. “Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1 João 4:19), e nossas perguntas urgentes recuam conforme aprendemos a confiar em Sua suprema bondade.

 

O presente mais precioso que podemos dar a Deus é o que Ele nunca nos força a dar — nosso amor.