Dois homens

Dois homens

Leia: João 11:30-37 , Gênesis 46–48, Mateus 13:1-30

…agitou-se no espírito e comoveu-se. […] Jesus chorou. — João 11:33,35

Em nossa cidade, dois homens foram mortos no mesmo dia. O primeiro, um policial, foi alvejado ao tentar ajudar uma família. O outro era um sem-teto que foi alvejado enquanto bebia com amigos na manhã daquele dia.

 

Toda a cidade entrou em luto pelo policial. Ele era um jovem bom e se importava com os outros e era amado pela vizinhança a que servia. Alguns sem-teto ficaram de luto pelo amigo que amavam e perderam.

 

Acredito que o Senhor se entristeceu por ambos.

 

Quando Jesus viu Maria e seus amigos chorando pela morte de Lázaro, “… agitou-se no espírito e comoveu-se” (João 11:33). Ele amava Lázaro e suas irmãs. Apesar de saber que Ele logo ressuscitaria Lázaro, chorou com eles (v.35). Alguns estudiosos da Bíblia acreditam que parte do choro de Jesus pode estar relacionada com a morte em si e com a dor e tristeza que esta traz ao coração das pessoas.

 

A perda faz parte da vida. Mas porque Jesus é “… a ressurreição e a vida…” (v.25), aqueles que creem nele um dia experimentarão um fim para a morte e toda a tristeza. Neste ínterim, Ele chora conosco por causa de nossas perdas e nos pede: “… chorai com os que choram” (Romanos 12:15).

 

A compaixão ajuda a curar as dores de outros.

por Anne Cetas