Desafio do confinamento

Desafio do confinamento

Leia: Jeremias 29:4-14 , Zacarias 1–4,Apocalipse 18

…crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.… —2 Pedro 3:18

Ken Deal, aos 86 anos, encerrou mais de três décadas de ministério voluntário no presídio com um sermão de final de domingo. A sua mensagem para os detentos foi sobre servir ao Senhor durante o cárcere. Muitos dos exemplos que usou vieram de prisioneiros, alguns cumprindo prisão perpétua. Em um lugar de onde todos querem sair, ele encorajou-os a crescer e compartilhar as boas-novas de Jesus Cristo com os outros.

 

Depois que o povo de Judá foi levado cativo pelo rei Nabucodonosor e deportado à Babilônia devido à sua desobediência a Deus, o profeta Jeremias enviou-lhes uma mensagem do Senhor: “Edificai casas e habitai nelas; plantai pomares e comei o seu fruto. Tomai esposas e gerai filhos e filhas, tomai esposas para vossos filhos e dai vossas filhas a maridos, […] multiplicai-vos aí e não vos diminuais” (Jeremias 29:5-6).

 

Podemos enfrentar alguma circunstância limitadora hoje. Quer seja resultado de nosso fracasso ou algo que não tenhamos culpa, podemos “passar” por isso ou buscar a força de Deus para “crescer” por meio disso. O desafio de todo confinamento é aumentar ao invés de diminuir; crescer e não decrescer. O objetivo do Senhor é dar “…o fim que desejais” (v.11).

 

Uma situação limitadora pode oferecer à alma a chance de crescer.

Por David C. Mccasland