Não temais, Deus o acompanha!

Não temais, Deus o acompanha!

 

"Não temas nem vos apavoreis diante do rei da Assíria e diante de toda a multidão que o acompanha, pois aquele que está conosco é mais poderoso do que aquele que está com ele" (2Cr 32,7).

Não lhe parece que a vida neste mundo seja marcada por uma luta contínua entre o exército do bem e o do mal?

Não falo de guerras armadas, pois nesse caso seria muito difícil distingui-los. Refiro-me às lutas culturais, às batalhas ideológicas e aos desafios de pensamento que veiculam o bem e o mal em frentes opostas, nas quais se enfileiram os exércitos. Penso no lobby que tem nas mãos não somente seus interesses, como também os meios de comunicação que provocam as consciências a imprimir a vida sobre desvalores e a lógica do mal. Há um exército sempre mais numeroso de pessoas  que dizem: "Que mal há nisso?". Bens que pareciam intocáveis há algumas décadas agora são postos em discussão: a fé, a família, a honestidade, a tradição, a solidariedade, o trabalho, o respeito, a educação e a própria vida. Tudo isso envolvido por uma cultura que tem como critério-guia o mal por excelência, o egoísmo individualista, mascarado de liberdade. É certo que a liberdade é um bem, mas hoje reina sempre mais libertinagem desregada e excessivamente permissiva. Vi certa vez uma lamentável cena em que uma mãe se deixava insultar publicamente por um filho de nove anos. Perguntei-lhe por que permitia aquilo. Ficou estupefata com minha pergunta, já que para ela aquilo era normal. Não lhe parece que o exército do bem esteja precisando de você? Não tenha medo de fazer parte de uma memória. Deus o acompanha!