Qual é a diferença entre tentação e provação?

Qual é a diferença entre tentação e provação?

Uma tentação é um convite para pecar, enquanto que uma provação é um teste à nossa fé. Deus permite provas e tentações, mas ele nunca tenta ninguém para o pecado. Muitas vezes, a tentação faz parte da provação.

 

Provação e tentação estão ligadas na Bíblia. Por isso é difícil entender a diferença. O Antigo Testamento não fala diretamente sobre tentação, apenas menciona provação. No Novo Testamento, no original em grego, a palavra peirasmon é usada tanto para “tentação” quanto para “provação”. Peirasmon pode ter o significado de:

 

Um teste ou uma prova

Uma tentativa ou uma experiência

Uma tentação

Tanto na provação quanto na tentação, somos testados e temos de fazer uma escolha. Então como podemos distinguir a provação da tentação?

 

Provação - o teste da fé

Uma provação é uma situação em que nossa fé é testada. Diante dos problemas e das dificuldades da vida, somos confrontados com uma escolha: continuar a crer em Jesus e obedecê-lo, apesar de tudo, ou abandonar nossa fé nele. Essa escolha nem sempre é fácil, mas, quando escolhemos Jesus, vencemos.

 

Abraão foi provado quando Deus lhe disse para sacrificar seu filho Isaque (Gênesis 22:1-2). Agora ele tinha uma escolha muito difícil: matar seu filho querido e único herdeiro, ou desobedecer a Deus. Abraão escolheu crer em Deus, que lhe tinha dito que ele teria muitos descendentes a partir de Isaque. Ele creu que Deus poderia ressuscitar Isaque para cumprir Sua promessa. Por isso, Abraão decidiu obedecer a Deus. Vendo sua fé, Deus impediu Abraão de sacrificar Isaque e o abençoou grandemente.

 

Tentação - o convite para o pecado

A tentação é o chamamento do mal. Podemos ser tentados por nossa própria natureza pecaminosa, pelo pecado que está à nossa volta no mundo ou pelo diabo. A tentação procurar criar o desejo de pecar (Tiago 1:14-15). O desejo depois leva ao ato, se não ficamos de alerta e resistimos. Nessa situação também temos uma escolha: sucumbir à tentação ou resistir e continuar fiel a Deus.

 

Jesus foi tentado no deserto, quando o diabo lhe ofereceu o governo de todos os povos do mundo, se Jesus o adorasse (Lucas 4:5-7). A oferta era apelativa, Jesus poderia dominar sobre o mundo inteiro, sem luta nem disputa. Era tão fácil… Mas, para isso, teria de trair o Pai. Jesus resistiu à tentação e escolheu conquistar o mundo da maneira melhor e mais difícil: obedecendo a Deus e morrendo na cruz.

 

A provação e a tentação normalmente andam juntas. Abraão provavelmente foi tentado a desobedecer a Deus quando Ele lhe pediu para sacrificar Isaque. A tentação de Jesus foi também uma provação, porque ele teve de escolher se queria se manter fiel ao Pai. A provação é a situação que gera a escolha, enquanto que a tentação é a sugestão de escolher a opção errada.

 

Deus nos tenta?

Não, Deus nunca tenta ninguém para o mal (Tiago 1:13). Mas Ele permite que passemos por provações e tentações ao longo da nossa vida. Essas situações nos obrigam a tomar uma posição e nos fazem crescer. Quando nossa fé é testada, ela fica mais forte. Temos de pôr nossa confiança toda em Deus e então vemos como Ele é poderoso!

Jesus nunca prometeu uma vida sem dificuldades nem desafios. Ele mesmo foi tentado pelo diabo! Mas ele mostrou que Deus é fiel para nos ajudar em todas as provações e tentações. Quando a situação é demais para nós, podemos pedir Seu apoio e Ele nos ajuda a escapar. O objetivo de Deus não é fazer-nos sofrer mas sim ajudar-nos a alcançar uma glória maior, com plena confiança nele (Tiago 1:2-4).