Meditação diária: 18 de janeiro de 2017

Meditação diária: 18 de janeiro de 2017

Perfeito para sempre

Leitura: 

Hebreus 10,8-18

...com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados. (v.14)

Quando visitei os EUA, uma marca comercial chamou-me a atenção por ser igual ao meu sobrenome, e fiquei imaginando se seria chinesa ou coreana. Depois soube que não era uma nem outra; era o nome de uma menina. Um fabricante deu o nome de sua filha ao seu produto. Sara Lee, a filha, disse que o pai queria que o produto "fosse perfeito, já que levava o nome da filha".
A perfeição é um padrão que nenhum de nós jamais pode alcançar. Mas aprendemos na carta aos Hebreus que Jesus, por Seu supremo sacrifício por nossos pecados, "... aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados" (Hebr 10,14).
Os contínuos sacrifícios oferecidos pelos sacerdotes desde os tempos de Moisés nunca puderam mudar a natureza pecaminosa de alguém diante de Deus (Hebr 10,1-4). Mas o sacrifício único de Cristo na cruz - aquele que não conhecia o pecado, morrendo pelos pecadores - nos aperfeiçoou para sempre aos olhos de Deus. O pagamento de Jesus, único e definitivo pelos nossos pecados, foi suficiente, O autor da carta de Hebreus, parafraseou o versículo do livro de Jeremias 31,34: "Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados..." (Hebr 10,17)
Fomos aperfeiçoados para sempre a fim de estarmos diante de Deus, por causa da obra perfeita realizada por Jesus na cruz. Esta é a certeza da nossa salvação.

Deus é o Juiz perfeito e pode declarar perfeitos os culpados.