Meditação diária: 22 de janeiro de 2017

Meditação diária: 22 de janeiro de 2017

que Deus nos deve

Leitura: Colossenses 1,9-14

...a fim de viverdes de modo digno do Senhor...

Conta-se a história de um comerciante que vendia rosquinhas por 50 centavos cada, numa banca na esquina de uma rua. Um praticante de coop passava correndo, jova algumas moedas no balde, mas não levava nenhuma rosca. Fez isso todos os dias, por alguns meses. Certo dia, quando o corredor estava passando novamente, o vendedor o parou. "Provavelmente você quer saber por que sempre lhe dou dinheiro e nnca levo uma rosca, não é?", disse o corredor. "Não", respondeu o vendedor. "Só queria informar que o preço das roscas agora é 60 centavos."
Muitas vezes, como cristãos, tratamos Deus com o mesmo tipo de atitude. Além de sermos ingratos pelo que Ele nos deu, queremos sempre mais. Além de sermos ingratos pelo que Ele nos deu, queremos sempre mais. De alguma forma, achamos que Deus nos deve boa saúde, uma vida confortável, bênçãos materiais, etc. É óbvio, Deus não nos deve nada, no entanto, nos concede tudo.
G.K. Chesterton escreveu: "Aqui morre mais um dia, durante o qual tive olhos, ouvidos, mãos e o mundo maravilhoso a me cerca. E com o amanhã, começa um novo dia. Por que me é permitido ter dois dias?" O salmista disse: "Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele" (Samo 118,24)
Cada dia, seja ele bom ou ruim, é mais um presente do nosso Deus. Nossa resposta de gratidão deveria consistir em viver para agradá-lo.

A vida é um presente concedido por Deus para ser vivida para o Senhor.