Observador do céu

Observador do céu

Leia: Isaías 40:21-31 , Ezequiel 11–13; Tiago 1

…Aquele que faz sair o seu exército de estrelas […] as quais ele chama pelo nome… v.26

Perturbado por problemas no trabalho e em casa, Mateus decidiu ir caminhar. O ar da noite primaveril era convidativo. Enquanto o céu infinito passava de azul para negro, um nevoeiro que se espessava descia lentamente sobre o brejo. Estrelas começaram a brilhar, anunciando a lua cheia subindo no leste. Para Mateus, aquele momento foi profundamente espiritual. Ele está aqui, pensou ele. Deus está aqui e é o dono disso.

 

Algumas pessoas olham para o céu noturno e veem nada além da natureza. Outras veem um deus tão distante e frio quanto Júpiter. Mas o mesmo Deus que “…está assentado sobre a redondeza da terra…” também “…faz sair o seu exército de estrelas […] as quais ele chama pelo nome…” (Isaías 40:22,26). Ele conhece a Sua criação intimamente.

 

Foi esse Deus pessoal quem perguntou ao Seu povo: “Por que, pois, dizes, ó Jacó, e falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao Senhor, e o meu direito passa despercebido ao meu Deus?…” Entristecido por eles, Deus os lembrou da sabedoria de buscá-lo. “Não sabes, não ouviste que [Deus] faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor” (vv.27–29).

 

Somos facilmente tentados a nos esquecer de Deus. Nossos problemas não desaparecerão com uma caminhada noturna, mas podemos encontrar o descanso e a segurança de que Deus está sempre agindo por Seus bons propósitos. “Estou aqui”, diz Ele. “Sou seu Senhor.”

 

Devemos dar a Deus o mesmo lugar em nosso coração, que Ele ocupa no Universo.

por Tim Gustafson