Meditação diária: 26 de janeiro de 2017

Meditação diária: 26 de janeiro de 2017

Em direção ao deserto

Leitura: Êxodo 15,22-27

...eu sou o Senhor, que te sara. (v.26)ue Deus os tenha levado de um lugar de revelação.

Depois de atravessarem milagrosamente o mar Vermelho, os israelitas foram conduzidos ao deserto. É estranho que Deus os tenha levado de um lugar de revelação e poder a um lugar de decepção e horríveis necessidades!
Mas Deus queria lhe mostrar que a vida é a combinação de amargo e doce, de triunfo e derrota. Quando os israelitas chegaram a Mara, se queixaram porque as águas eram amargas (Êxodo 15,23). Depois que Moisés intercedeu por eles (v.25), Deus lembrou-lhes de que deveriam guaradar os Seus mandamentos (v.26). Então conduziu-os à abundância e refrigério de Elim (v.27).
O Senhor queria ensinar-lhes que cada experiência em sua jornada rvelaria os seus corações. Este teste mostrou que estavam vivendo pelo que viam e não pela fé.
Eles também aprenderam que Deus estava envolvido nos acontecimentos diários. Deus queria que soubessem que Ele não somente podia separar o mar, mas também prover a água para o povo. Ele conhecia suas necessidades porque planejou o caminho para eles.
Se neste momento você está sendo conduzido a um deserto de decepção e amargura, confie em Deus, pois Ele sabe exatamente onde você está e o que precisa. Ao obedecer aos Seus mandamentos, Ele o tirará do deserto e o conduzirá a um lugar de abundância, cura e refrigério espiritual.

Quanto mais amarga a experiência do deserto, mais doce será a água do oásis.