Amanhã é Natal

Amanhã é Natal

Amanhã é Natal

Amanhã é dia de festa, dia de Natal.
Por isso o sino não pára de tocar.
Sino da igreja, parece o coração
de meu povo, que respira em cada palpitação.
Faz,,, não sei quantos em Belém nasceu o Senhor.
Pelos céus, milagroso, um luzeiro apareceu.
Em seu bercinho de palha foram dar-lhe calor
um boi, um burro e três reis,
segundo me contou um pastor.
E com ao cálida respiração foi crescendo o Menino Deus,
para encher o mundo de paz, consolo e amor.
Festejando o nascimento haverá amanhã alegria
nas almas, e na mesa peru, castanhas e sidra.
E o coração de meu povo, como o sino,
passará o dia de festa, toca que toca.

“Estando eles ali, contemplaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito” (Lc 2,6-7).
Cristo é o primogênito de Maria, não porque ela tinha tido outros filhos humanos, mas porque
Deus a tinha predestinado para ser a Mãe universal de todos os redimidos. Quando deu à luz a Cristo,
podemos considerar que também deu à luz a nós batizados. Portanto, de certo modo
hoje é dia de nosso nascimento com Cristo e em Cristo; por isso é a festa de toda a cristandade.