20 de janeiro de 2019

20 de janeiro de 2019

20 de janeiro de 2019

Ter um ideal é o único meio de fazer algo e de chegar a ser alguém. Só se compreende o que a vida vale, quando a gente se coloca a serviço dum ideal; pois a vida é triste ser não é vivida com uma ilusão.
“Está na hora de você começar a pensar na razão de sua existência”.
Quando um homem sabe aonde vai, todo o mundo se afasta para dar-lhe passagem. Cada soldado – disse Napoleão – leva em sua mochila a bengala de marechal; o que faz falta é ter vontade de vencer.
Cada homem leva em seu interior a imagem dum herói e de um santo; o que você precisa fazer é ir cinzelando essa imagem, pois o homem não se improvisa, e muito menos o herói e o santo. E os êxitos acompanham mais os constantes do que os fortes.

Você sabe muito bem que o ideal do batizado só pode constituir em viver o “cristão fundamental”, a Vida da graça. Para isso você foi batizado e nisso viverá o seu batismo. “Sepultados com Ele no batismo, com Ele também ressuscitastes por vossa fé no poder de Deus” (Col 2,12).
“Eu vim para que as ovelhas tenham a vida, e para que a tenham em abundância” (Jo 10,10)